Topo 1

A genética humana das doenças infecciosas (Conferência em inglês)

Local: Institut Français du Portugal, Av Luís Bívar, 91, Lisboa

Dia: 20 de Fevereiro de 2015

Organização: INSA

Temática: Genética humana da suscetibilidade à infeção

Resumo: Os agentes infecciosos microbianos (bactérias, vírus, fungos ou outros parasitas) são necessários mas não suficientes para o desenvolvimento de uma doença infecciosa. De facto, é bem sabido que algumas pessoas (em particular crianças) desenvolvem formas graves de doenças infecciosas, na sequência de uma infeção, enquanto outras, expostas ao mesmo microrganismo, se mantêm assintomáticas. A identificação e a caraterização de “brechas” nas defesas imunitárias dos indivíduos suscetíveis, que expliquem essas diferenças de resposta à exposição a agentes patogénicos, terão profundas implicações na prática clínica e no conhecimento da biologia da imunidade. Algumas dessas “brechas” têm base genética: são, por um lado, erros inatos da imunidade (monogénicos) indutores de vulnerabilidades nas crianças e, por outro, mecanismos hereditários complexos (poligénicos) que atuam sobretudo nos adultos. Dos resultados da investigação em genética humana das doenças infecciosas, combinando a epidemiologia genética e a biologia molecular, são de esperar importantes avanços no aconselhamento genético das famílias afetadas e o desenvolvimento de novos tratamentos visando restaurar uma resposta imunitária deficiente.


Comunic. Livres: Não

Secretariado: info@insa.min-saude.pt

Site de Internet: www.insa.pt

D
S
T
Q
Q
S
S
 
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Julho 2024